Profissão: Professor ( Inglês e Letras)

21/08/2015

Quando comecei esta tag, era e ainda meu objetivo falar de todas as áreas, hoje com muito amor a pessoa que me cedeu esta entrevista foi a Mayara Angelo, uma amiga de adolescência e que realmente fiquei muito feliz ao saber de sua escolha de carreira. Nos meus últimos anos de colegial ouvia constantemente alguns dos meus professores criticarem alunos que diziam querer ser professores, eu era uma das interessadas e ainda hoje tenho esse desejo de lecionar mas na área de moda, gostaria de reforça que ser professor é doar esperança ao mundo, o que será do futuro do País se não houverem professores dispostos a dar o seu melhor para alunos que futuramente serão médicos, advogados, engenheiros, fotógrafos, designers e professores, esse é o ciclo da vida e do ensino então se você que esta lendo esta matéria tem este desejo de ser Professor vem comigo!



O que te motivou inicialmente a ingressar no curso de Letras?
Bom, a minha decisão de carreira foi bem conturbada, no último ano do Ensino Médio me vi absolutamente em dúvida entre Psicologia e Jornalismo e após optar por jornalismo e ganhar inclusive uma bolsa para estudar, acabei mudando de ideia, pois na situação de ter tudo certo para iniciar meus estudos na área, me vi assustada e comecei a pensar sobre tal, entrei  em um conflito ideológico, achei que por meio do jornalismo não conseguiria me expressar tal qual a minha opinião e sim da maneira manipulada com a qual são conduzidos quase todos os meios de informação hoje em dia, e tive medo de me tornar algo que não queria. Então escolhi Letras com o pensamento de escrever e ter a minha liberdade dentro da minha escrita, porém já havia dentro de mim desde sempre um despertar para docência do qual fugia por medo do que ouvia de meus professores.

Hoje em dia muitas pessoas vêem essa área de forma preconceituosa por ser direcionada a educação, atualmente esta não é valorizada no Brasil, Você recebeu apoio dos seus familiares, sofreu algum tipo de preconceito pela escolha?
Não tive problemas em questão de apoio, afinal tenho uma professora em minha família, o menor apoio que tive, por incrível que pareça, veio de meus antigos professores, aqueles com os quais trabalho hoje em dia.

Quais foram as maiores dificuldades no curso?
Acredito que o conhecimento prévio que precisava antes de entrar na faculdade. Perdi muito pelo ensino de péssima qualidade que recebemos do Governo Estadual, o que me obrigou a estudar mais que o normal e me motivou mais ainda mais a tornar-me uma professora.

A procura por estágio é fácil? Como foi?
Pelo estágio pago é muito difícil, principalmente para mim que estudei pela manhã, porém há projetos como o LER E ESCREVER (que acredito ter mudado o nome agora) e estágios de auxiliar de classe pelo CIEE também. Já o estágio não remunerado, o obrigatório, é muito fácil de conseguir e gostoso de fazer.

Inicialmente seu objetivo era ser professora ou ser escritora, isto mudou? 
Escritora com um fundo de professora, como havia dito anteriormente, o que não me impede de ser os dois. rs Mas neste momento da vida meu foco é totalmente para a área da educação, me apaixonei pela arte de ensinar e o poder de transformação pessoal e social que o professor carrega nas mãos, adoro trabalhar com meus alunos e ainda nem tenho minhas turmas fixas rs. O professor não tem o salário que merece, mas tem um salário gente, a coisa não é tão drástica assim rs. Pretendo ainda cursar pedagogia e começar projetos de literatura infanto-juvenil.

Quero Cursar Letras qual o seu conselho?
Se seu curso for Bacharel, aconselho que conheça essa Língua, em seus aspectos gramaticais e literários básicos, pelo menos, isso irá te ajudar quando iniciar o curso, mas não apenas conheça tenha paixão pela Língua Portuguesa e pelas inúmeras diversidades que ela carrega em si, agora se o seu curso for de licenciatura te aconselho a cursar apenas se tiver em você pelo menos um fundinho de vontade de ensinar, porque ser um professor é muito mais do que ensinar Língua Portuguesa e Inglesa, é dialogar, aconselhar, entender e lutar pela causa da educação e da juventude, ser professor é acreditar que a juventude e o Brasil têm sim um futuro e que parte dele está em suas mãos. 



Gostaria de agradecer a May por ter me cedido esta entrevista, e dedico este post a todos meus professores, obrigada por terem escolhido lecionar devo tudo que sei e aprendi a vocês!

Um Beeeeeeeeeeijo!

2 comentários:

  1. Awn <3 Amei ter vindo aqui e ter me deparado com essa matéria (entrevista linda) <333 O sonho da minha vida é ser formada em LETRAS ( especialmente pra me a´profundar na língua estrangeira) E lecionar se for o caso, também! Apesar de ainda estar na batalha das provas das Universidade públicas pra entrar finalmente.. Tbm escrevo, e por esse sonho em SEGUNDO PLANO, comecei o blog.. Mas penso o mesmo, sobre ''nada me impede de ser os dois né?'' formada em letras posso lecionar se for o caso, isso me garantirá um emprego (não das melhores, mas pra quem faz o que gosta, creio que valha á pena. Imagina se voce ganhar um mundo de dinheiro em uma profissão que não suporta? NEVER, né?)

    Obrigada por falarem sobre a profissão aqui no blog, Amada <3333
    Isso me serve de motivação!
    Beijos
    Mym
    http://www.yasmimsramos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico muito feliz com seu comentário e torço para que siga no seu sonho de carreira, este é o motivo desta tag incentivar aqueles que tem desejo de seguir a profissão de seus sonhos mas não tem apoio, boa sorte gatinha! Um Beeeeeeeeeeeijo

      Excluir