Ser mãe antes ou depois dos 30

12/05/2016

A ideia deste post veio ontem lá pela meia noite, estava deitada com meu marido quando ele abriu em meu smartphone uma postagem sobre uma reportagem da revista marie clare , a qual falava sobre os filhos de mulheres com mais de 30 anos possuírem melhor desempenho em estudos e desenvolvimento geral do que filhos de mulheres que foram mãe antes dos 30 ou após os 40 anos, resultado fiquei revoltada! A matéria deixou clara a ideia de que o ideal para a mulher do século vinte um é ser mãe após os trinta não chegando aos quarenta, assim os filhos teriam acesso a melhor educação e criação já que mulheres nesta idade tendem a ter uma vida econômica e pessoal mais estabelecida, eis então o preconceito que tenho visto desde antes de minha gestação, a ideia da sociedade de achar que ser mãe é um atraso de vida e mudança que tem idade certa, se você minha amiga quer ser mãe aos trinta seja, mas não se sinta menos por ser mãe aos vinte ou vinte e poucos ou que seja quarenta e cinco! A gravidez me trouxe mudança e limitações mas me mudou de forma incrivelmente maravilhosa, a alguns dias atrás ouvi minha mãe orgulhosamente dizer que ser mãe estava me amadurecendo no trabalho e na vida familiar, que minha forma de tratar os demais mudará de forma positiva bruscamente , penso então comigo: Se uma gestação me fez esse bem todo, imagina ser mãe, educar e ensinar... me cansa a ideia da sociedade em geral de não entender que ser mãe é o ciclo da vida, como a maioria das mulheres do século vinte e um, ser mãe não era meu propósito de vida, mas sempre esteve ali na lista de coisas que quero fazer, a maternidade veio em um momento ao mesmo tempo planejado e não planejado mas não consigo me sentir triste com isso, e tenho orgulho de ver diversas mães em meu facebook e pela internet a fora que provam como é possível ser uma profissional renomada e mãe ( antes ou depois dos trinta), talvez não como as blogueiras que vemos em vlogs pelo youtube, mas entre elas também existem casos que realmente levo como exemplo mesmo não tendo a condição financeira que as mesmas. Finalizando não preciso ser rica para ser mãe, não preciso ter um carro de sessenta mil reais, uma casa com uma empregada doméstica e baba sete dias por semana, muito menos preciso ter chegado aos trinta para isso! Meu corpo , minhas regras!

Ps: Certa vez uma amiga me disse que quando se vira mãe uma leoa desperta dentro de você, pensei que isso acontecia somente após o nascimento do bebê, mas talvez minha leoa tenha sono leve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário